sexta-feira, 25 de março de 2011

quinta-feira, 17 de março de 2011

Prime

seja em primeira, segunda ou terceira, sempre se é uma pessoa
seja se torturando em fotos onde você não está
seja falando ele ela pra não se falar eu
seja ego, superego ou a dialetica
sempre se é uma pessoa
uma
apenas uma
não mais que isso, não menos
logicamente faço parte da grande porcentagem que já escreveu sobre o não conseguir escrever
já falou sobre o não conseguir falar
já chorou pelo não conseguir chorar
já sorriu sem conseguir parar
já tentou e venceu
já pulou e não caiu
já voou e viveu
já viveu e morreu
literalmente faço parte da grande humanidade que apenas ,ser aceita, amada e acolhida
Esquecida, abandonada, uma mudança de vida, ou nada mudar
mas sou uma pessoa
apenas uma
não mais que isso
não menos
seja em primeira, segunda ou terceira, plural ou singular, apenas se é um de cada vez
apenas isso ou aquilo
e do que serve a imortalidade? nem ela me privaria disso, nem ela, nem ela...
e do que serve escolher uma palavra se perco outra?
e do que vale se arrepender do que não se fez, quando ao não fazer você fez, e assim viveria-se uma vida de arrependimentos
O que há de mau em estar bem do jeito que está?
e do que vale valer?
pois somos apenas uma pessoa
não mais
nem menos
apenas uma pessoa com herança de varias outras

sábado, 5 de março de 2011

As vezes a solidão...

... as vezes quando estou sozinha, eu me pego pensando em mim, me pego esquecendo do que estou fazendo, me pego tentando me pegar, seja lendo, escrevendo, estudando, assistindo algo, descubro que não sou facilmente fixadora de minha atenção. As vezes no meio de um monte de gente me pego sozinha, pensando em mim, e sempre quando penso em mim o choro é inevitável, oras, oras, a gente não chora só de tristeza não, mas raramente a alegria faz alguém chorar. As vezes, só as vezes, choro em pensar se algum dia chorarei de orgulho do que sou ou serei.
É hoje foi assim, chorei ao ver o sonho de alguém, que diga-se de passagem não conheço, se realizar. Não por inveja, nem nada disso. Fiquei pensando se algum dia alguém choraria de felicidade por eu estar realizando meus sonhos.
Eu tenho muitos sonhos.
Minha cachorra (Mei), entrou na sala e me viu sentada no chão, assistindo TV, chorando. Eu ia colocar ela pra fora, mas ela olhou bem no fundo dos meus olhos, foi estranho. Ela saiu, e voltou com o ossinho dela, é um brinquedo de borracha que ela nunca larga. Ela veio e colocou o ossinho perto do meu pé, eu não peguei, ela então colocou ele na minha mão, e depois deitou do meu lado. Agora enquanto escrevo ela tá aqui sentada me olhando, e olhando em volta. Eu desliguei tudo que faz barulho só pra ouvir a respiração dela. É porque eu descobri, que as vezes a solidão... as vezes quando estou sozinha, eu sinto orgulho de mim.

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza
Clique na imagem e conheça meu diário de sonhos