sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Psicologia e eu

Um dia você vai conhecer
Alguém que te ajude a crescer
Vai desistir de alguns projetos
Vai torcer pra tudo dar certo
Um dia vai tudo clarear
Quando esse dia chegar
Vai descobrir novas sensações
Vai compreender que nem sempre a paixão é a melhor opção
Vai com calma e entenda o que se passa no coração
Veja agora linda Maria
Não se aflora
Sua vida finalmente teve função
Ajudar o forasteiro a encontrar sua razão

Em algum lugar na floresta...

Airam sempre se sentira confortável ao escuro
A lua sempre a tocara de forma sutil
Airam gostava de se sentir assim: encoberta, escondida
Porém um dia...
Do meio da mata densa
Airam viu um pequeno raio de Sol brincando com a água
Parecia que ele sorria para ela, sem ao menos poder vê-la
Foi por pouco que ele quase a tocou
Ela tremeu
Devia ser a intensidade e no mesmo equilíbrio a simplicidade de sua beleza
Airam no decorrer da semana saia pouco a pouco de seu esconderijo
Estudando
Pensando
Será que deveria tocar o raio de Sol?






Foi no terceiro dia da semana que a índia tomou coragem.
Correu em direção ao lago e esperou o pequeno raio de luz chegar
Com o passar das horas ela deixava a luz tocar-lhe, sua face, rubra estava
Quente
Tocava não só sua face, mas cada pedaço de sua alma
Estava deslumbrada
No entanto, a lua era nova, a índia dos cabelos cor de fogo deveria cuidar de sua escuridão
O raio de Sol já estava indo
Airam sentiu medo de perder seu calor.
Airam, cuidado.
O medo que a consumia
Era o de ter deixado fugir pelas frestas dos dedos
A água que saciaria sua vida

Alicia, a grande.

Respira Alicia
A dor que te consome usa pra tua escrita
Respinga Alicia
A dor que esconde joga na latrina

Não me admira o medo que sentes
Nem sabes de que tipo de gente em essencial és

Acalma Alicia
Só não ficas
Não também não fica
O sorriso que dez de você viva

Conselho à Alicia

Fique atenta, não deixe fugir da mente esse instante
Que a vida veio a lhe permitir

Esqueças a rima
Porque a melodia dos lábios de ti roubou
Como o vento que tina
Sorria
Alicia
Por sorte
Ele nem te notou

Amarras do bem

Por um lapso de tempo pensou:
"Encontrei enfim uma alma que entende como é transpor à letra o aos olhos transborda em melodia"
Sentiu que a sorte poderia estar voltando a sorrir para a pequena Sophia
"Afinal, não se está sozinho mesmo"



Semanas mais tarde


Parece que nenhum sorriso permanece por muito tempo vivo

Um nada por acaso

Forçou-se a escrever
Forçou-se a sentir
Mas nada fazia sentido
Nem o sentido que o nada haveria de ter

Sentiu fome
Não se alimentou
Sentiu sede, mas...

À ninguém quis se doar
À ninguém quis esperar

Era em tudo, um nada em casco de gente

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Bordeline


Volta a angústia
Se é que um dia se foi
Com ela o espasmo
Que a vida cisma em esbofetear
Eu quero divórcio
Não te quero mais aqui:
- Sai de mim tristeza
(Você insiste em coexistir)
O riso vazio
Porém, não falso
Mentira é a alegria ser fixa
Resguardo.
E como que num desgarro
De mim faz descaso
E como se não fosse por um acaso...
Volta a angustia
Se é que um dia se foi...

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza
Clique na imagem e conheça meu diário de sonhos