quinta-feira, 27 de abril de 2017

Jaboticabas

Quando eu tinha uns 10 anos descobri ser capaz de escalar o pé de jaboticabas da minha tia, descobri que as do alto, aquelas que são beijadas mais frequentemente pelo sol e chuva, são as mais deliciosas.
E por dias, quando eu não estava lá comendo-as, me esforçando pra ir cada vez mais alto e tentando alcançar os melhores pontos, eu estava em casa pensando no sabor das jaboticabas.
Eu sabia que poderia cair da árvore, sabia que poderia azedar meu estômago, ou chegar um dia lá e elas não existirem mais... Mas eu as amava, e estava feliz por tê-las naquele exato momento...
Até quem em uma manhã ensolarada amanheci com minha barriga dura, dolorida e vomitando muito.
Eu havia me alimentado demais de jaboticabas.
Havia me alimentado por muito tempo só delas ...
Você tem sido meu pé de jaboticabas
Ou essa estação acaba, ou não vai sobrar mais nada saudável em mim.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Quando estava com ele respirava ele, e quando não, sobrevivia dos suspiros que sua presença a fez sentir. E muitas vezes até se perguntava: "será que ele pensa em mim?", mas a sensação de poder amá-lo sabendo que ele talvez não estivesse ali para amá-la eternamente, já a fazia bem. Não pensava nele com a proposta de ser os pensamentos dele, pensava nele porque isso a fazia bem, bem como nunca antes esteve. A fazia se sentir viva, e pela primeira vez na sua existência ela descobriu amar estar viva.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

"tu sabe que ama alguém, quando ela usa sua camiseta por alguns minutos e tu deixa ela la. Sem lavar, para sentir o cheiro dela"
Estou naquela fase
Em que vou postar varias coisas sem sentido algum
Só porque sei que ninguém lê isso aqui
Estou naqueles picos de
UHU TO VIVA
droga quero morrer

E eu achando que essa angustia nunca mais ia voltar

Domingo

Cada parte do meu corpo berra:
- Saudade sua
Cara vértebra de minha coluna suspira ao lembrar do seu abraço
E em meados ao caos
Uma tempestade de medo e insegurança
Meus lábios,  ainda que trêmulos, berram:
- Necessidade de ti
Meus cabelos ainda cheiram seu toque
Meus pés querem correr para ti
Meus dedos ainda sentem sua pele
Tudo me faz lembrar de sorrir
E essa ressaca de choro que hoje amanheci
Logo é invadida de de uma paz
Porque meus olhos bem te devoraram
E cada detalhe seu fazem eles berrarem:
- Vivo de amores por ti.

terça-feira, 11 de abril de 2017

A dor maior não é da facada que levas, mas sim o esforço e lento cuidado de ter que tira-la sem deixar com que os outros vejam o excesso de sangue escorrer...

terça-feira, 4 de abril de 2017

Aos tantos

Aos poucos, a poesia vai-se esvaindo de dentro de mim
Amar e não poder zelar por isso
É como colocar uma rara gota de água em uma rocha vulcânica
Aos poucos, meu olhar torna-se turvo
E a água não flui mais como autrora jorrava ao surgir
Aos poucos, noto que nos abandonamos um ao outro dentro do outro e deixamos em parte de existir
Aos poucos, o fardo foi aumentando e eu que ja cantava pouco, desisto de interagir.
Aos poucos foi-se muito
E esse muito falta vai fazer aqui.
Não há dor, nem prantos
Nem felicidade, nem encanto
E essa monotonia de sentimentos é que faz de mim mesma os poucos versos que ainda insistem em expelir...

sábado, 1 de abril de 2017

Eu quero

Quero você pra sempre
Não precisa ser inteiro
Não precisa ser meu
Apenas quero te amar
E olha só
Amor existe mesmo
Com você não existe medo
E se existe ele parece uma pequena formiga tentando me fazer cócegas
Quero te abraçar tão forte que você encolha e caiba dentro de mim
Só quero você aqui
Nesse lugar que nunca ninguém pode entrar
Nesse meu jardim tão particular
Quero cantar Cícero pra você
Quero que cante pra mim
Como fez andando pelas ruas segurando minha mão
Nunca me senti tão protegida assim
Quero ler Pessoa com você
Quero ler pessoas com você
Quero falar sobre tudo
Quero ficar em silêncio
E quero, quero, quero muito
Que essa certeza de saber o que quero nunca fuja de mim

terça-feira, 28 de março de 2017

Algo estava mudando
Ela só não sabia o que
A possibilidade de perdê-lo a asustava mais do que a de amá-lo
Era muito sentimento novo de uma vez só
Eles ja estavam se acostumando um ao outro
E ela começara a sentir falta daquela nostalgia de "será? "
As incertezas sobre o quanto ele pensava nela durante o dia finalmente começaram a surgir  ...
Quer saber
Não quero mais escrever aqui

quinta-feira, 23 de março de 2017

E só agora sei como lhe chamar, meu mar (justo agora que nem meu és mais)

Talvez esteja fazendo um pouco de drama?
Estou
Talvez nada mude?
Sim, vai mudar
E eu vou prometer nunca mais me permitir chegar nesse ponto novamente?
Vou
Talvez eu acabe fugindo?
Não, não vou
Se eu queria escrever algo estupidamente lindo?
Demais.
Você é muito grande pra esse mundo
E esse mundo não evoluiu o bastante pra você meu amor
Como queria escrever algo belo pra você
Só que não vem, as palavras engasgam antes mesmo de se formarem
O choro não sai
Nem a merda do maldito choro se esvai
Essa é minha missão no mundo?
Curar a todos?
E quem vai me curar?
Me sinto como alguém num pós-cirúrgico que por hora vai e volta de um sono incontrolável.
Eu preciso realmente cumprir minha promessa
De passar a ver tudo de forma superficial
Porque pior do que ver alguém ir embora, é ficar com restos de promessas vazias, é ficar só com o resquício de que poderia ter sido tudo.
Mesmo com essa dor horrível que está sendo aqui
Eu nunca em toda vida tive tanta certeza de quem eu sou
Do que eu quero
E é por isso que se tornou difícil demais dizer esse adeus
E eu sou todo esse lapso, sou maré
A areia que recebe o mar
Completa-se nele
E ao amanhecer se conforma na saudade de vê-lo partir em paz.
"Você sempre está explodindo Maria"
É o que a maldita voz me diz
Eu só queria deixar de ser Maria
Alma, uma parte sua dessa vez, com o mar -ia

Eu avisei...

segunda-feira, 20 de março de 2017

Quando você encontra um vicio

Quisera eu poder te devorar, como tenho feito com cada palavra sua
Quisera poder ser o papel que suas suaves mãos tocam
De forma firme, porém cuidadosa
Para você poder escrever em mim sua forma de compilar o mundo, e quando olhasse para mim visse as suas partes mais belas reveladas através de mim
(e você tem esse dom, tudo o que seus olhos tocam se torna belo)
Quisera eu ser a caneta
Para escrever contigo
Compreender de forma empírica como você digere o mundo
Quisera eu ser o mundo que você precisa para habitar
Mesmo que não crie moradia aqui
Quero ser a sua cabana para os dias de inverno
Um refúgio forte pra te acolher
E passaria dias
Anos
Só te ouvindo (mesmo que nenhuma palavra saísse de você)
Adoraria conhecer os outros mundos que você já conheceu por ai
Quisera eu ser ar
E sobre ar
Antes respirar era só uma necessidade
Respirava para viver
Agora vivo para respirar você

sexta-feira, 17 de março de 2017

Eu não acreditava em milagres
Até você arrancar as coisas que mais odeio em mim
E transformá-las em algo belo
Que tipo de deus é você?

quinta-feira, 16 de março de 2017

o teorema de Alicia

Quando não falava com ele por horas, passava horas imaginando como seria estar falando com ele
Quando o imaginava sorrindo, sua alma sorria com um frescor incomum
Quando ele dizia que precisava falar com alguém no telefone, Alicia sentia inveja das orelhas tocadas por aquela doce voz
E ela ansiava por não precisar esperar ele voltar
Alicia não queria mesmo que ele nunca tivesse que ir

quarta-feira, 15 de março de 2017

O que houve Sophia, minha pequena
Ontem você não dormiu pensando nele
- Sabe, minha capacidade de enjoar das pessoas está acontecendo mais do que o normal
Já se cansou dele querida?
- Não sei... talvez só esteja muito cansada de mim

Ao menos mande notícia

Em meio a tantas aberrações de futilidades
Em tantos risos histéricos de necessidade por mais atenção
Eu encontrei você
A melancolia que faltava pra minha coleção

E somos velhos demais
E esse tal status não nos importa mais
E esses tais poemas que nos apraz?
É a pena e a tinta que nos satisfaz

E nem meu nome eu não sei mais
E nem por isso deixo de existir
Estou confusa e perdida aqui
E você foi a gota de realidade que pedi

Eu encontrei você
Se ao acaso me encontrar
Diga que estou com saudades de mim


domingo, 12 de fevereiro de 2017

A árvore de Alicia


- Sonhei com isso. A árvore, você... Eu
- Não vai cantar pra mim?
- Depende, será que merece?
- Talvez depois de um beijo?
E assim ele a puxou
Foi lento
Suculento
Bom
Ela sorria enquanto o via a desejando
Ele?
Não se sabe
Talvez nunca saberá
E na verdade nem queria saber
(em alguns momentos a ignorância é uma dádiva)
Nao importava
Ela queria mais
Mas
Jamais diria
"Me pede pra ficar"
Ela queria dizer
Nada disse
E então cantou uma melodia doce, triste, muito saudosa...
Mal sabia ela que havia transformado sua musica preferida em um poço de saudade e incertezas
Tempos depois, não cantaria nunca mais aquela canção
Alicia de forma cruel compreendeu:
"O que acaba com a gente nem é o ponto final, não são os três pontinhos. O que acaba com a gente é aquela sensação de que poderia aquele pontinho de interrogação ter sido uma bela exclamação..."

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017


o mundo precisa de mais amor
so que não nos ensinaram a amar...

Luto


"a vida é um sopro"
Não
A vida é uma sucção
Que a todo momento te suga
Tira de si as forças
Até você sugar algo
E quando se sentir satisfeito
Roubam de ti aquilo que você ainda estava prestes a conhecer
(os antigos chamavam isso de felicidade)
Palavra tão doce que a língua dança na boca quando a fala "fe li ci da de"
Se a vida é um sopro?
Já disse que não...
Sopro mesmo é a morte
Que assopra pra longe de ti
Tudo o que lhe fazia bem...
Ou talvez...
Talvez a vida seja mesmo um sopro!
Daqueles bem forte
Que te avoa para o tão indesejável fim
(para alguns nem tão indesejável assim)
A verdade é que você veio e se foi
E eu me sinto aqui
Sem saber como rotular
E afinal a gente nunca sabe definir, né?
Que diachos é essa merda aqui
Eu sinto que la no fundo algo tem...
Mesmo que na superfície não se possa ver ninguém
E pago bem aquém
Conseguir de mim isso tirar
E antes que brote
Cresça e floresça
Eu quero abortar.

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza
Clique na imagem e conheça meu diário de sonhos