sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A verdade


é que eu nunca imaginei o quanto seria dificil escrever um livro, fazem dois anos que estou nessa história e quando penso que está no ponto, minha imaginação deseja lapidar, colocar, tirar, detalhes...
Mas, como presente de final e começo de ano, resolvi postar a capa dele aqui, pra vocês, que alimentam minha vontade de escrever!
Opinem, e me digam o que acham ^^
Prometo que quando terminar o livro e conseguir editar e tal, eu sorteio o primeiro aqui!! (me deixa sonhar *-*)
Bom pessoal, é isso!
Juizo nesse final de ano (e não é só pra ter, é pra usar também!)
E ao contrário do que o pessoal por ai fica repetindo "o que você deseja pro ano que vem blá blá blá blá"
Eu pergunto :" O que você deseja pro dia de hoje?" (afinal não se vive um ano todo, apenas dia a dia)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Vamos desenhar?

Minha sobrinha(Paola, 11 anos) dormiu aqui em casa de ontem pra hoje, logicamente que não "dormimos", ficamos assistindo televisão e desenhando, ela escolheu um desenho da Sakura para copiarmos, e ai está, espero que gostem!!

O Dela:

O meu:

Ah, só pra vocês saberem como ela é, vou postar uma fotinho nossa =]

domingo, 12 de dezembro de 2010

Selinhos *-*

Eu simplemente AMO ganhar selinhos, faz bem pro ego do meu blog haushds
Bom!
Me resta agradecer a:
Izabela - speakingbymusic
Cecilia - ela por ela mesma
Roh - aquelas palavrinhas

Os selos que recebi foram:

Bom o primeiro selinho tem regras ^^
1 - Repassar o selo para 10 blogs
2- Avisar a cada blogueiro
3- Falar 10 coisas sobre você


Blogs :
Ela por ela mesma
Aquelas palavrinhas
Speakingbymusic
Isegoria
Coisas de Jão
M.Xaion
Roda de Bar
Não seria maravilhoso todo universo em um único verso?
Dark dreams
Enterre sua vida

Falar 10 coisas sobre mim? (facinho ^^)
1. Curiosa
2. Gosto de ler
3. Amo meu namorado
4. Toco muitos instrumentos
5. Perfeccionista
6. Atrapalhada
7. Muito Estabanada
8. Memória curta
9. Tenho olhos verdes que tem risquisnhos amarelos
10. Totalmente retórica (segundo a Carol Vanny)

Bom e agora, eu fiz um selinho especialmente meu!
e ele vai para o blog de uma pessoa que é simplemente incrivel!
Lara Godoy, eu a achei por sorte, e fico impressionada com o que ela faz com apenas uma camera na mão
O selinho:
O link para o blog dela:
http://laragodoy.blogspot.com/

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Sorria sempre

Odeio essa gente bonita
Que finge que não é exibida
Finge que não sabe que é boa
Que o cabelo não arma na garoa

Odeio essa gente dissimulada
Que nunca o verbo rasga
Nem quando a gente grita que ela não presta
Nem quando nenhum orgulho nela resta

Odeio essa gente que nada odeia
Odeio essa gente que não fala da vida alheia
Odeio essa gente que odiar não me deixa
Odeio essa gente que de nada se queixa

Odeio
E odiar eu posso
Odeio

Porque o feio não é odiar, mas sim deixar de sorrir.
Cansei de todo esse poço de inveja.
Afogue-se só.




Ps. texto baseado numa falsidade enorme que vi no onibus . (assim que uma menina saiu a outra que a tinha abraçado virou para o cara e disse, odeio ela)

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A menina sentada na rua.


A menina sentada na rua tinha o cabelo emaranhado preso por um elástico encontrado no canto do chão do seu quarto.

A menina sentada na rua ainda estava com o uniforme de escola.

Eu olhei pra ela, porque eu sou assim, sempre olho. Ela olhou pra mim, com olhos cor de verão, um azul piscina borbado pelo bronze da pele.

Ela estava franzindo a testa, arrebitando o nariz, tentando esconder a capa do caderno, mas logo vi que estava envernizando a capa com cola tenaz.

Eu sorri pra ver o que ela fazia...

...e logo conheci duas janelinhas...

A menina sentada na rua merece uma história. Só não merece a vela que acha que é dona da rua na qual a menina estava sentada.

A velha que acha que é dona da rua na qual a menina estava sentada...

Sobre ela eu não quero escrever não.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Vira Vento







Ps. desenho feito durantes 3 dias de palestras (descobri que não sou boa para escolher palestras, e que eu preciso comprar uma caneta nova pra Carol =X)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Amar é...





(e pra quem acredita que o amor é a cor da vida...)







Ps. Em um trabalho na faculdade sobre emoções, o grupo que falou sobre o amor pediu para que as pessoas da sala escrevesse assim: "Amar é...", eu escrevi a primeira coisa que me veio na cabeça =], acho que é porque o amor era muito real naquele momento na minha vida, talvez se eu fosse escrever hoje, escreveria diferente, sei lá né, talvez mais intenso, ou menos, o que importa, é que ele sabe que escrevi pensando nele *-*
Pss. se não sabe um dia ele descobre(ou acredita).
Psss. minha frase apareceu no telão durante a apresentação do grupo *-* (sim, eu fiquei me achando)
Pssss. Acho que estou com a mania da carol de colocar tantos ps (a culpa eh sua carol!toda sua!)

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Uma lapisera, uma borracha, uma folha... uma tentativa...


É! Eu tentei desenhar uma amiga durante a aula de Ética hoje, eu achei que ficou meio parecido, é, mais pra não do que pra sim, a verdade é que não tenho muita prática com desenho assim de rosto de verdade né!
(eu nunca fiz aula, e acho que isso dificulta um pouco, mas, nada que um bom treino, não é mesmo?)
Espero que gostem ^^'
(clique na imagem para vê-la melhor =])

domingo, 26 de setembro de 2010

Realität **

Bela, Bela era assim, não acreditava no real, pois ela era quem o criava.
Acordou envolta por panos, e o pano tocava com calmaria a pele.
A cama macia, ainda guardava o calor de seu corpo, e não se sabia o que era lençol e o que sua pele, pois era porcelana em vida, ou a porcelana, ela em morte, e as flores roubavam de si os mais belos perfumes, ou, por sua graciosidade, doava as flores parte de sua beleza. E no revelar do quarto, sabia-se, apenas, que era o cobre de seu cabelo que a tornava viva.
O musgo de seus olhos penetrava para além da janela. Aquela vasta porta, que a ligava ao mundo natural.
O dia nublado (e era assim que ela gostava)
E as nuvens lhe davam bom dia, respigando o domingo sobre a terra sedenta por descanso, por água, por vida, por terra.
O vento entrava por alguma fresta, e fazia os pelos de seu corpo se levantarem, ela fechou os olhos, e lembrou que sempre pensava nele como o vento... A ele, sempre quisera perguntar, se não ter rotina poderia ser considerado uma rotina...
E a chuva a fazia se perguntar: (e dessa vez, os olhos eram oceanos).
- Será tudo real?
Mas.. Será o real, real?
Bela, Bela era assim, não acreditava no real, pois era ele quem a criava.







**Realität = realidade em alemão

sábado, 18 de setembro de 2010

Ah, chuva, deixa eu te falar uma coisa...
Você não faz idéia de como meu corpo sentiu a sua falta...


sábado, 4 de setembro de 2010

Pessoa

Conjuro-vos, acalentas minha ausência
Antes que dela tudo esqueças
E torne-me menos que uma lembrança
O ar, que ao morto em vão dança

Toco o que de ti fui tocada
Na fútil esperança, de amar e ser amada
E digo-vos mais além
Que não queres amar, queres apenas ser amado por alguém

E todo esse vai e vem
De versos e sincronia
Fazes a ti pensar
Que poema é melodia

Mas não o é
Se o coração não toca
É como o vento
Que em vão da rocha brota

Conjuro-vos, acalentas minha presença
Antes que dela tudo esqueças
E torne-me menos que uma lembrança
A beleza da flor, que ao morto em vão dança


Maria Luísa Couto Marcondes.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A respeito dos olhos esmeraldas bordados à raios de sol, digo


- Moça, você enxerga tudo verde?
- Oi?
- Eu perguntei, se a senhora enxerga tudo verde!
- Ah! Eu enxergo sim
- NOoOoosSssAA!

"Desfrute da inocência dos poucos, antes que tornem-se os muitos!"













Ps. perdoem a minha preguiça para escrever algo melhor, e preguiça de terminar o desenho... (acho q se vc clicar na imagem, vc verá melhor o desenho =])

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Nostalgi*

O amor pode não ter trilha sonora.
Pode não ter cheiro.
O amor pode até não ser amor.
Mas eu não quero falar de amor!
Eu quero falar de saudade!
(apesar de achar que ela é pra ser sentida e não falada)
Chega de rimas baratas e palavras combinadas.
Chega de métrica e gramática.
Saudade é saudade
...É vaidade...
É saudade...
Quem nunca sentiu saudade, nada sentiu
Saudade é a cicatriz que da pele se fere
É a união do belo com o trágico
Posso contar uma história?
Desde tempos antigos as estrelas guardam pra si essa história, mas agora elas querem revela-la,
pois o importante é dá valor aos fatos.
Água e Céu eram um, Terra ainda não existia.
Sol ainda era criança...
Céu devotava seu amor por Água através do canto das estrelas, eles eram um, pois amor os eram.
Céu criou a Terra, pois, desse amor ela nasceu, e a ofereceu à Água, mas, Água dizia que só o amor bastava.
O Sol cresceu, tornou-se forte, e muito amigo do Céu. Céu cedeu a ele um lugar para morar, e deu a ele a Terra, pois Água havia rejeitado o presente. Céu compreendia que agua só queria seu amor, mas não se pode dizer não a um presente.
Sol aquecia a Terra, o suficiente para mantê-la bem. Certo dia, nasceu Lua, a princesa banhada de luz e pureza.
Céu se apaixonou, esqueceu-se de Água. A verdade é que a muito Água não era mais a mesma Água, ela havia se tornado incolor, inodora e insípida.
Água, ao ouvir Céu lhe contar tudo, chorou, e houve a primeira chuva na terra. Terra então teve vida.
Nasceram plantas, árvores de todos os tipos, flores...
Sol cuida de Terra, Céu de Lua.
Quem cuidava de Água?
Água então cantava, cantava saudade, do amor que tivera. Cantava saudade, do amor que dera...
Dizem, que por vezes Água se levanta e se transforma em nuvens, pra tentar conquistar céu. Mas logo sente que não é mais amada, só então chora, e despeja seu amor em terra novamente. Talvez seja por isso que os frutos mais doces são aqueles banhados pela chuva.
A saudade?
Se eu não vou falar dela?
a ...
Saudade não se fala, se sente.



*Nostalgi - saudade em norueguês.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Achatina

Me deixa falar de flores, de campos, matemática, lógica, metafisica, me deixa falar?

Me deixa conjugar?
Eu
Tu
Ele, vou parar por aqui, me deixa falar?
Ele, não se sabe o que é.
Ok!
Não se sabe QUEM é.
As vezes um Cabriole, Chasse, Coupé, primeira ou segunda posição
As vezes flamenco,
As vezes valsa, mas por vezes tango
E dança com o versos como o bailarino com o ar

E briga, apanha e do pé o chão teme tirar

MAS QUANDO TIRA...

E da atmosfera que se tem, dentro dela seu mundo se cria, e como cria...
As vezes baixo, piano, cello, violino, as vezes um concerto, por vezes uma musica...(eu prefiro uma nota)
As vezes, flor, as vezes espinhos...
As vezes dor, por vezes esguio.
Margarida, rosa, cravo ou mesmo todo um jardim.
Têm sua própria concha, e de lá rege o mundo
Têm sua própria vontade, mas dela teme em alguns segundos
não gosta de amar
ama gostar
E do que se serve o medo a não ser para se ter medo?
Ah se esse mundo fosse só meu! Os hipopótamos voariam e não matariam não. Me disseram que eles muito matam, mas no meu mundo não.
Elefante seria sinonimo de beleza
Sorriso de leveza
Odeio não possuir um vocabulário extenso...
Me viro com o que posso.
Antes pensava não ter importância o timbre de voz, não me valia realmente.
Porquanto te lia nos versos, rabisco de sua mente.
Hoje já não sei bem o que é ouvir...
Não é exagero não, acho que você entende...
Vou explicar
Quando você ouve algo lindo de amar, logo isso torna o mais raro som, e só a ele sua alma deseja escutar...

É como um raro pássaro, ou o borbulhar das estrelas...(elas são como bolinhas de sabão brilhantes!)
O amor é gente?
ademais, já sabes o que penso...


Imagens de Richard Heeks, o fotógrafo.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Valle*

a... quando danço...
a... e como danço...

e tudo começa em mágica...
é respirar...
............................................................

e ver no ar a leveza de Deus
dançar, e ver nos passos o sublime voar
voar, e ver na dança os passos do ar
sorrir e saber que não deves mais chorar

respirar...
inspirar...
expirar...
.um...
..dois...
...três...
.um...
..dois...
...três...

sentir que as células também respiram,
sentir que cada movimento é divino
saber que o anjos também dançam
ver que o sangue vertente dos olhos é divino
ver que estar em paz é vencer a guerra, sem ter lutado
dançar, a esperança, o saber...
dançar, milagre imaculado...
...estais a bailar, com a vida, com a morte...
mas bom mesmo, é dançar aos céus...
respirar...

inspirar...

expirar...

esperar...

precipitar...

fazê-Lo sorrir...**
.um...
..dois...
...três...
a... quando danço...
só eu o sei...








*Valle significa dançar em albanês
** Rafael Gileade Moreira

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Simples

Era de tarde...
Não, não, era de manhã ainda, as vezes me perco no tempo.
Estava voltando e passei perto de algumas pessoas, elas estavam surpresas
e impressionadas com um "quase" acidente de moto e carro, o que achei estranho, pois, pra mim
aquilo foi natural não achei nada demais naquilo.
Dei mais uns passos e vi na pracinha um gatinho dormindo, uma margarida(amo margaridas) e uma borboleta branca, não não era mariposa, era borboleta.
Me surpreendi, abismada seria um bom adjetivo.
Parei
Ajoelhei
Fiquei ali
Olhando
Olhando
Acredito, por vezes, ser muito estranha,mas estranho mesmo é esse mundo que não aceita o silencio...

Osent rêver*


*ouse sonhar

segunda-feira, 19 de julho de 2010

E para você, aquele cujo nome carrego nas mãos, escrevo...

É possível amar tanto assim?
Ter saudade do som de seu respirar...
Em cada esquina teus olhos querer enxergar...
Não saber viver sem teu amar...
Se há alguém que no amor não mais acredita, rogo-lhe que olhe fundo dentro em meu coração, e toda aposta contraria de sua vida, terá, por fim, sido em vão...
Eu simplesmente...
Amo-te

(3 anos, 10 meses, 3 dias)
Ps. agora são exatamente 23:23h O.o

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Dormir, sonhar, calar...




E o cansaço tornou-se berço, embalando, tecendo das lagrimas o mais nobre cobertor.
Ela adormeceu ao acaso, na esperança de sonhar...
Talvez em sonhos o telefone, que agarrado em suas mãos está, volte a tocar...





























- Alô?...

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Onírico


vida: aquilo que nasceu e ainda não morreu
vida: nascer, crescer, se desenvolver, reproduzir, morrer(mas de todas a única que todos passaram é nascer)
Caso não acredite na bíblia....
e nem é espírita... (ou budista...)
o morrer também à todos é essencial
vida: governada pela morte
vida: frágil porem forte
vida: milagre
vida: concepção do acaso
vida: ninguém pede para ter nem para perder (suicídio é demasiadamente complexo para o meu estado de reflexão no momento)
vida: presente
vida: desgraça
vida, nada sabemos de sua origem, e nada nos garante que possui um fim
vida?
vida!
vida...

O castigo dado aos mortais, a pouco prazo, por sua extrema capacidade de ama-la, deseja-la.
Vida aquilo que nos torna semelhante aos deuses
Vida, a força feminina que rege o universo
Vida, mais que viva, vida.
(e porque ao falar dela sinto uma claridade em minha mente?uma magia?)
E porquanto tu vivas, resta-me perguntar: a ti, o que é vida?(poupe-me do drama sensacionalista)
Deixar de pensar não o torna mesmo forte, mas certamente menos vivo...
No entanto, reflectir roubar-te-a tempo de vida...

sábado, 3 de julho de 2010

A se eu pego....

As palavras não são solidárias
Não mesmo...
São coisinhas prepotentes e soberbas
Guardam-se para si mesmas, só aparecem quando querem...,
É típico delas, as vezes acho que têm medo do choro, pois somem quando vemos alguém chorar[ou será inveja das lagrimas que são mais fortes do que elas??hum?]
Mas acredito que tenham mesmo é medo da morte, pois lá elas nem ousam aparecer!
As palavras não são solidarias
Quer uma prova?
Simples, elas acham que são donas do meu nariz [acho que é porque não possuem um]
Elas sabem [eu sei que sabem] que eu preciso de sua ajuda para transformar o que aqui dentro guardo em algo...
Não sei se belo...
Não sei se raro...
Mas em algo!
Oh!!Palavrinhas!!Por que não vens??
Acho que fazem essa birra pois sabem do poder que exercem sobre mim...
Antes fosse eu viciada em algo que não tivesse vida própria...
A... palavrinhas...(tom de voz incisivamente irritado)
Ps. Escultura de massinha de modelar feita por mim e por outra Malu durante o tecnico de informática, sim, eu sei, a imagem não combina com o poema ^^

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Amigos

Alguns são à distancia
Outros de perto
Mas amigos de verdades possuem uma valor maior que o universo, mesmo cabendo no coração...
A verdade...
É que todos querem um, porém poucos o são.



segunda-feira, 21 de junho de 2010

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Confesso



Demorei três dias pra conseguir a perfeitção desse desenho( e a mão dela ainda está meio torta)
Já li mais de dez vezes o livro
Conheço, no mínimo, cinco versões dessa história
Quando criança me vestia igual
Ainda uso fita do cabelo
Sei as falas do desenho de cor (das duas versões)
Odiei a versão do Tim Burton(nada contra ele, alias sou apaixonada por Jack,Edward,Victor *-*)
Por que??
Simples, amo a psicose que há em nós.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Para dormir e sonhar

A joaninha teceu sua casa em uma flor...
Era uma margarida simples, não permitia a ela sentir frio, nem calor
O rapaz roubou a flor
Entregou a amiga que sentia no coração dor
A joaninha perdeu a casa, a menina ganhou o amor.


(espero que vocês perdoem a tosquisse de minha inspiração)
Visitem meus sonhos (é só clicar na imagem)

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Entre céu e a terra

"Ela o respirou e adormeceu."



Frase: Nora Roberts, a melhor.
Foto: Eu mesma, a viciada em palavras (mesmo as não escritas, ou ditas).

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Não te preocupes.

Ok...
Eu desisto!
Não existem palavras pra escrever um poema pra você!
Se escrevo muito, estrago a simplicidade de sua alma
Se escrevo pouco, o teu brilho não se afaga
Mas não posso ficar sem de tir escrever...
És meu irmão
És meu amigo
Quando choras em meu coração eu sinto
Quem a ti apedreja minha morte deseja
Quem a tua vida não quer certamente perdeu a razão
Oh amigo...
Teu nome deveria estar decristo no cume das sete maravilhas
E ainda seria pouco a tamanha alegria, que meu pequeno coração sentiria
Como anseio ver-te sorrir
Oh amigo! Que Deus cuide sempre de ti!
Pois em seu sorriso em paz eu posso dormir
Rezo portanto para que estejas bem ainda que longe de mim.


sábado, 15 de maio de 2010

Oxidação

Ela sentia falta de cantar...
Sentia falta do piano...
Sentia falta do respirar, de com as pautas e notas dançar...
Não sabia se era talento ou dom, mas sabia que amava
E como ama...
E talvez sempre ame...
Acontece que a timidez não permite nele se firmar, e as lágrimas beijam-lhe os lábios, toda vez que ela pensa: "Será que algum dia poderei cantar?"
Estava presa no espelho, estava presa na caixinha...
Que importa de faz sol lá fora?
Aqui só chove...





segunda-feira, 12 de abril de 2010

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Infame Infinito

E não tendo nada além da saudade
E não tendo nada além das lágrimas e sorrisos
E não tendo nada pra dizer, ela sussurrou para si mesma, na esperança que ao longe ele ouvisse:
- Eu te amo
Seus próprios ouvidos não possuíam a certeza de tê-la ouvido.
E assim seria, até o ultimo desabrochar de margarida...
E mesmo que seu ar viesse a esvanecer, e o fôlego de sua alma acabar
O som de sua voz ainda nas estrelas sussurraria
Eu te amo...
Pois ele ensinou-a a preferir a pureza da margarida à sedução da rosa.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Sopro de um mundo


Foi num suspiro longo e descompassado
........................................
que ela sentiu
........................................
o peso sobre seu coração
Sentiu que nada de valor havia nas mãos
E dos versos que sua mente à conduziu
Nada mais ela sentiu...
Era desespero e acomodação
Era a utopia da injuria acusação
É a escassez volátil de amor e perdão
O que é o tempo?
O que é ela?
O que somos nós?
A página de um livro?
A ciência em pó e caos?
Um sopro de vida?
Ela não queria mais pensar, no entanto...
.........................................
Sua alma nunca dormia.
.........................................



Ps. Imagem do sublime Jacek Yerka

terça-feira, 2 de março de 2010

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Dono de meu mundo

"Icarus, não vos chamo de amado, pois amar já é pouco ao que sinto
o que dizer de seus lábios?o que dizer de seus olhos, mãos e pés?
Não quero deles dizer, mas tocar...
E quando me perguntas se lembro-me de vós apenas digo: Eu nunca vos esqueci
Mesmo agora, aqui presa e só, sei que estás vivo dentro em mim, e isso me faz ter vontade de novamente tentar viver.
Pobre do sol que conjura em vão brilhar, tu és o brilho que todo um mundo necessita para viver, és mais que obra, pois criaste em mim os mais nobres sentimentos"

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Olá!
Gostaria de pedir desculpa por não estar postando com tanta frequência!!O tempo anda meio curto!
Gostaria de saber se vocês têm gostado dos poemas, se possuem alguma sugestão, afinal são vocês que mantém a essência do blog viva né!!!
Qualquer coisa fala pra malu que a maluzinha aqui tenta melhorar!
Bom faz quase um ano que tenho esse blog e nunca pensei que conseguiria 1 seguidor ainda mais 65!!!Obrigada mesmo!Obrigada pela atenção e carinho de vocês!

"É mais fácil adoçar toda água do mar do que eu me esquecer de vocês.."


Se cuidem!!!

sábado, 16 de janeiro de 2010

Mais do que viva, amante.



Ela se recordava da pequena tarde que passaram juntos, do sorriso dele ao ver que ela balançava os pés pois não alcançava o chão, se lembrou do balanço
se lembrou dos olhos dele, das mãos dele, do estranho que veio atrapalhar do pouco tempo que tinham
E do que importa a cor do céu?
do que importa se chove ou faz sol?
ela permanecia viva, e mais vivo que ela era o amor que a sufocava
que dilacerava seu coração
era o amor que expulsava seu fôlego
amá-lo tornava a cada dia mais difícil e mais simples
e mesmo que a todos declarasse ainda seria segredo o que sentia
mesmo que todos soubessem, nada saberiam, nem ela sabia.
Pois o que se sente, não se pode ser transmitido em palavras ou gestos
o que se sente apenas sente, e não esquece.

sábado, 9 de janeiro de 2010





Você já viu o céu hoje?

Descreva-o, se for capaz.



Ps. da esquerda pra direita: Jéssica, Flavinha, Eu, Priscila, Marcela, Claudinha

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza
Clique na imagem e conheça meu diário de sonhos