quinta-feira, 17 de março de 2016

Sophia, a vida não costuma dar segundas chances assim... Não estrague tudo novamente

é impressão minha ou o ar é raro aqui?

Emma perambulava de uma fresta da janela à outra.
As mãos suadas acalentavam os lábios estreitos em uma aflição eterna
Pensava em qual seria a intenção dele em ter voltado
Até quando ele permaneceria dessa vez
Se é que ficaria...
Emma se julgava forte
Mentia
Emma se julgava dona do controle
Ilusão
Ouviu o barulho na janela
Olhou e ele estava lá
Aquele sorriso
Aquela voz aveludada
Desceu pelos arbustos presos ao muro
E o envolveu em um pequeno abraço
O jogo era o mesmo, ele tinha as peças, ele sabia as regras, ele sabia como vencer e ela... Ela era viciada em jogos.
voltou-me a sorrir os olhos
à esperança
de ouvir de teus lábios
aquela melodia saudosa
novamente...

sexta-feira, 4 de março de 2016


Pare,
Você está feliz
Não se descontrole
Não deixe tomar conta de você
Não precisa procurar coisas pra se machucar
Dor não significa vida
Não surte
Por favor
Não surte...

quarta-feira, 2 de março de 2016

Traços de traças trançados

Eduardo estava em frente ao seu computador, ja fazia aproximadamente umas duas horas que olhava pra tela em branco, apenas com o cursor piscando, aguardando um texto. Fazia muito tempo que o endereço de email para o qual era direcionado aquele texto (ainda nao escrito), nao era nem mencionado.
Ele nao sabia se começava com um bom dia, ou simplesmente um "olá"
Sorriu ao lembrar de que ela o mandaria começar pelo começo:
"Fico elaborando, na minha cabeça, centenas de planos pra me enrolar em você novamente.
Fico imaginando varias coisas pra te dizer quando te ver
(mesmo sabendo que não vamos nos ver)
E ai quando nos vemos, assim de relance, eu sumo. (como aquele dia na praça)
Lembro de quando você falava que se a gente terminasse poderíamos ate seguir outros caminhos, ter outras pessoas, animais ... Filhos...
Mas no final quem sempre estaria na nossa mente seria um ao outro...
Me arrependo de ter me deixado me perder de você
Me arrependo de não ter dado a chance de deixar você se arrepender
Me culpo por sermos tão covardes
Me culpo por sua família não me aceitar
Me culpo por eu ser péssimo nisso de perdoar
Me culpo por nao ter me doado tanto quanto deveria
Me culpo pela culpa que eu nem levaria
Me culpo por que você nunca vai ler, nem ouvir, as melodias mais belas que ja fiz na vida (e todas sobre você).
Me culpo pela Sophia abortada
E sobre abortar sonhos...
E...
E mesmo que sua promessa de lembrar de mim no final não seja tão real assim
Mesmo que todo aquele amor tenha sido só uma fase
Ou nem fase foi...
Eu
Ah
Eu nem sei o que falar
Desculpa"
Excluiu o email, o que ele estava fazendo afinal?
Olhou por entre a porta aberta e viu Alicia, sua esposa, sentada na sala com os pés relaxadamente esticados, o cabelo castanho avermelhado pendia por todo o sofá. Apesar da TV ligada, lia freneticamente um livro.
Os meninos, seus meninos, sentados no meio do corredor com brinquedos esparramados...
- Icarus?
- Sim pai
- Pegue um café para mim, por favor.

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza

E se a singelez da margarida for melhor que a sedução da rosa? (Frase Rodrigo; Desenho Maria Luiza
Clique na imagem e conheça meu diário de sonhos